Zé Aldemir confirma que rejeitou apoio e declara: “Tô me lixando” se referindo a racha no grupo

10 mar 2018

Depois de revelar nesta sexta-feira (9), que os vereadores da sua base aliada, Jucinério Félix (PPS) e Francisco Damacena (Neto da Vila Nova – PPL), queriam dinheiro em troca de apoio ao candidato a reeleição Aguinaldo Ribeiro (PP), que é apoiado pelo grupo da situação, o prefeito de Cajazeiras, José Aldemir confirmou que rejeitou apoio dos políticos a pré-candidatura da sua esposa, a secretária de Saúde Paula Francinete (PP).

 

O prefeito disse que respeita a decisão de Jucinério em não votar em Aguinaldo Ribeiro, mas disse que também não precisava ele votar em Paula para estadual. “Quem age dessa forma, sem reconhecimento, querendo fazer da política trampolim atrás de dinheiro para apoiar candidato eu não aceito essa demagogia, essa hipocrisia capitaneada por esses dois vereadores”.

Perguntado se essas declarações seria um racha político anunciado na situação, o chefe do executivo cajazeirense disparou: “Problema deles, tô pouco me lixando. Não quero nem saber. Não vou estar me subordinando a esse tipo de imoralidade política, mesquinha, que não existe nenhum compromisso com a sociedade”.

Ele disse que não vai se submeter a proposta imoral e antiética, pois seu propósito é somente trabalhar pela população cajazeirense.

Críticas
Zé Aldemir falou das críticas vem recebendo devido a buraqueira no asfaltamento, e não perdeu a oportunidade de alfinetar a aposição: “Tapar buraco eu consigo tapar, o que não se consegue tapar é a Andaime, as licitações fraudulentas, isso não se consegue tapar”.

DIÁRIO DO SERTÃO

[related_post]