LUCÉLIO OU JOÃO: os argumentos que pesam na balança de Aguinaldo Ribeiro

21 jun 2018

Na balança do deputado federal Aguinaldo Ribeiro (Progressitas), que deve definir para onde vai o apoio do seu partido na eleição estadual desse ano, pesam os pontos negativos e positivos das principais chapas que estão postas a disputar a eleição estadual esse ano. O parlamentar tem dividido suas preocupações com aliados próximos e ouve conselhos de amigos antes de definir seu apoio.

Fontes próximas a Aguinaldo têm dito que uma das principais preocupações dele em relação à candidatura de Lucélio Cartaxo é a falta de experiência do postulante e do risco dessa candidatura não ser encarada como uma novidade pelo eleitorado, já que ela é a representação de Luciano Cartaxo, prefeito da capital.

Semelhantemente, Aguinaldo reverbera que João Azevedo é a continuidade do governo Ricardo Coutinho, ao qual sua família fez oposição por muito tempo. Além disso, uma ida de Daniella Ribeiro para a chapa do PSB, poderia provocar uma rejeição ao nome dela pelos socialistas, já que a deputada fez oposição a Ricardo Coutinho durante os dois governos dele.

Por outro lado, Aguinaldo escuta de amigos, que João Azevedo tem outra personalidade diferente de Coutinho e que o governador vai tratar Daniella Ribeiro da mesma forma como fez com Veneziano ao recebê-lo no jardim girassol, abraçando-a de vez dentro do projeto. O mesmo pensamento vale para Cartaxo. Aguinaldo ouve de aliados que Lucélio é um novo nome em relação ao irmão, que tem pouca rejeição nas pesquisas, e que pode surpreender na eleição.

Aparentemente, a tese mais difícil para a família Ribeiro se tornou a ida para José Maranhão. Aguinaldo entende que a ida para o colo do senador, é um caminho difícil, pois nesse contexto, uma coligação proporcional ficaria muito fragilizada, afinal, o MDB conta apenas com o deputado Benjamin Maranhão na disputa que se avizinha.

Nesse sentido, a maior dúvida de Aguinaldo Ribeiro agora é se Daniella ocupará a vaga de Raimundo Lira na chapa de Lucélio ou se vai para Ricardo disputar uma vaga no Senado ao lado do também campinense, Veneziano Vital.

Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Polêmica Paraíba

[related_post]