Filho de Mourão vira assessor do presidente do Banco do Brasil e triplica salário de R$:12 mil para R$:37 mil

8 jan 2019

O filho do vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), Antonio Hamilton Rossell Mourão, ganhou o cargo de assessor especial de novo presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, empossado na segunda-feira (7).

Antonio Hamilton Mourão já trabalhava no banco estatal e tinha um salário de aproximadamente R$ 12 mil. Agora, com a promoção, o ordenado do filho do vice-presidente subirá para R$ 37,5 mil, segundo o “Metrópoles”.

A promoção de Antonio Hamilton Mourão o coloca no Programa de Alternativas para Executivos em Transição (PAET), que garante bônus alto para quem ocupou cargo no Banco do Brasil por dois anos.

Na última segunda-feira (7/1), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) empossou os presidentes dos três principais bancos públicos: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal (CEF) e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Além de Rubem Novaes na presidência do Banco do Brasil, Pedro Guimarães assumiu a presidência da Caixa Econômica Federal e Joaquim Levy, a do BNDES.

Os presidentes anteriores dos bancos públicos foram Marcelo Augusto Dutra Labuto, à frente do Banco do Brasil desde novembro de 2018, quando o então presidente, Paulo Cafarelli, pediu a demissão; e Nelson Antonio de Souza, que dirigia a Caixa desde abril. O ex-ministro do Planejamento Dyogo Oliveira estava à frente do BNDES desde abril.

 

[related_post]